Ícone do Instagram FIQUE POR DENTRO

Conservadores têm a pior derrota em 100 anos no Reino Unido e extrema direita recua

Os conservadores perderam 250 assentos no Parlamento. Apesar de Rishi Sunak ter sido reeleito deputado, 12 ministros de seu gabinete foram derrotados nas urnas, entre eles a ex-primeira ministra Liz Truss. Em alguns redutos eleitorais do país, como a região universitária de Oxford, tradicionalmente de direita, os conservadores tiveram o pior resultado em 100 anos.

Os liberais-democratas têm motivo de sobra para comemorar, pois pularam de oito para 71 cadeiras ao atrair parte dos votos de eleitores de direita decepcionados com os conservadores.

A pesquisa de boca de urna havia indicado que o partido Reform, do líder da extrema direita Nigel Farage, o arquiteto da saída do Reino Unido da União Europeia, teria 13 cadeiras, mas eles terminaram a noite com quatro.

O partido verde, que só tinha um deputado na Câmara dos Comuns, conquistou quatro cadeiras. Pode parecer um número irrisório, mas os ecologistas ganharam em todos os distritos que investiram na campanha. O ex-lider trabalhista Jeremy Corbyn, que disputou como independente, desbancou o candidato do Partido Trabalhista em Londres, o que significa que, com os verdes, haverá presença importante da esquerda mais radical no Parlamento.

Diferentemente do Brasil, o trabalhista Keir Starmer chega ao poder sem conquistar a maioria dos votos, como acontece também nos Estados Unidos. De acordo com o sistema de voto distrital do Reino Unido, Starmer recebeu 35% dos votos no total.

O comparecimento às urnas foi de 60% dos eleitores que estavam aptos a votar, uma taxa mais baixa nessa eleição, o que demonstra a falta de interesse ou a desesperança dos britânicos pela política em geral.



Envie sua mensagem: (21) 96965-4710

COMPARTILHE

plugins premium WordPress
Iniciar Conversa
Oi, posso ajudar?
Olá! Obrigado por ouvir a Rádio Graça e Paz, qualquer coisa é só chamar!
Iniciar Conversa
Oi, posso ajudar?
Olá! Obrigado por ouvir a Rádio Graça e Paz, qualquer coisa é só chamar!