Em audiência de custódia, Anderson Torres desabafa e pede desculpas

Escrito por   em 24/01/2023

Ex-ministro da Justiça diz que prisão foi “um tiro de canhão”

Em oitiva realizada no dia 14 de janeiro, durante audiência de custódia, o ex-ministro da Justiça e ex-secretário de Segurança Anderson Torres negou ligação com os atos de vandalismo que ocorreram em Brasília no início do mês. No documento, obtido pelo Diário do Poder, Torres diz que a prisão e a acusação o “pegaram muito de surpresa“.

Durante o depoimento, o ex-ministro fez diversos pedidos de desculpas e afirmou que a prisão foi “um tiro de canhão” no peito.

Estou num momento em que eu, realmente, vendo ali os tipos penais que estão sendo imputados a mim, são coisas inimagináveis para uma pessoa como eu, então é muito difícil. Peço desculpas, o senhor é o primeiro que está me ouvindo, eu estava nos Estados Unidos e tive essa notícia, tive que vir rápido depois da notícia da minha prisão e da busca e apreensão na minha casa, comprei uma passagem caríssima, tirada do meu salário, não tenho outra renda, e preciso de oportunidade para falar isso, para me defender, para falar que não dei causa aos fatos” declarou o ex-ministro.

 

Imagem: Anderson Torres antes de embarcar de volta ao Brasil (O Globo)

Torres afirma não saber como o processo evolui a ponto dele acabar sendo detido e nega as acusações.

Eu saio todo dia de casa às 7 (sete) da manhã e chego meia-noite, desculpe o desabafo, mas sendo acusado de terrorismo, golpe de Estado?! Pelo amor de Deus, o que está acontecendo?! Eu não sei…

Torres destacou a reviravolta que está enfrentando, saindo da condição de ministro da Justiça para ser preso.

  • Fonte: Diário do Poder
Deixe seu comentário:

faixa atual

Título

Artista

pt_BRPortuguese
Iniciar Conversa
Oi, posso ajudar?
Olá! Obrigado por ouvir a Rádio Graça e Paz, qualquer coisa é só chamar!