Ícone do Instagram FIQUE POR DENTRO

Ex-general será levado para prisão de segurança máxima

A Justiça boliviana determinou que a prisão preventiva, por seis meses, de Juan José Zúñiga, ex-comandante do Exército do país e preso após ocupar o palácio do governo e ordenar um golpe de Estado nesta semana.

O que aconteceu

Zúñiga cumprirá a prisão em unidade de segurança máxima de Chonchocoro, na capital La Paz. A decisão foi proferida nesta sexta-feira (28) pelo 5º Tribunal Anticorrupção e Violência Contra a Mulher. A informação foi veiculada pela Agência Boliviana de Informação.

Outros militares envolvidos na trama golpista também tiveram a prisão preventiva decretada. São eles: Juan Arnez, ex-comandante da Marinha boliviana, e Edisol Irahola, ex-comandante da Divisão Mecanizada de Viacha.



Envie sua mensagem: (21) 96965-4710

COMPARTILHE

plugins premium WordPress
Iniciar Conversa
Oi, posso ajudar?
Olá! Obrigado por ouvir a Rádio Graça e Paz, qualquer coisa é só chamar!
Iniciar Conversa
Oi, posso ajudar?
Olá! Obrigado por ouvir a Rádio Graça e Paz, qualquer coisa é só chamar!