Ícone do Instagram FIQUE POR DENTRO

HC recebe modernização para pacientes renais crônicos – 02/07/2024 – Equilíbrio e Saúde

O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo) agora conta, no seu Instituto Central, com 30 salas cirúrgicas e corredores de acesso.

A modernização integra acordos firmados entre o Ministério da Saúde, a Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo e a Umane —associação sem fins lucrativos que apoia iniciativas no âmbito da saúde pública—, para transferir 375 pacientes renais crônicos para o espaço.

Esses pacientes integravam o Projeto de Transplantes Renais Pediátrico e Adulto, que funcionava no Hospital Samaritano e o Proadi (programa de apoio ao desenvolvimento institucional do SUS), encerrado no local em 2017, após a venda do hospital pela Umane. Desde então, a instituição estava mantendo o tratamento dessas crianças e adultos de forma voluntária.

O investimento de R$ 53 milhões da empresa viabilizou a reforma e adequação de infraestrutura necessárias das áreas e renovação do parque tecnológico como a aquisição de máquinas de hemodiálise, equipamentos médico e hospitalares, sistema robótico para cirurgias minimamente invasivas, além de recurso para custeio da continuidade do tratamento dos pacientes.

Além destes recursos, outros R$ 48,7 milhões foram investidos por parte do Ministério da Saúde para manter os pacientes.

Para concretizar a transferência dos pacientes, um estudo técnico foi elaborado com as equipes médicas do Hospital Samaritano e do HCFMUSP.

Foi identificada a necessidade de adequação do espaço físico do Centro Cirúrgico do Instituto Central, UTI pediátrica do Instituto da Criança e do Adolescente (ICr) e dos setores de hemodiálise em ambos institutos, além da renovação do parque tecnológico e do aumento do quadro de profissionais especializados e ampliação de leitos.

“A preocupação em conduzir uma transferência de excelência, priorizando o cuidado humanizado e assistência hospitalar para os pacientes do Programa de Transplantes Renais e suas famílias, promoveu a celebração de uma parceria de sucesso com o HCFMUSP”, diz o diretor presidente da Umane, Marco Mattar.

A primeira etapa do projeto, com a entrega das 15 primeiras salas, foi concluída em agosto de 2022, enquanto a segunda fase foi entregue em dezembro de 2023. Na semana passada, houve um evento que, enfim, concluiu o projeto.

Em setembro, o hospital presenciou a primeira cirurgia eletiva com auxílio de um robô, um marco para o SUS (Sistema Único de Saúde). A equipe liderada por William Nahas, operou um paciente com hiperplasia benigna da próstata, condição que acomete 2/3 da população masculina.

“Fizemos agora a inauguração das 30 salas, com nível de hospital privado. Com esse recurso, compramos um robô para cirurgia robótica, que é um procedimento minimamente invasivo dentro do SUS, ou seja, o recurso se reverteu para a sociedade”, afirma William Nahas, coordenador do centro cirúrgico do Instituto Central do Hospital.

O método faz parte de um projeto de pesquisa que engloba várias especialidades, incluindo ginecologia, gastrocirurgia, cirurgia de cabeça e pescoço, e cirurgia geral. A integração da tecnologia robótica nessas áreas promete elevar o padrão dos procedimentos cirúrgicos, oferecendo maior precisão, eficácia e segurança. A previsão é que cada uma dessas especialidades realize, em média, 30 cirurgias com auxílio do robô, totalizando mais de 160 no período de um ano.

Envie sua mensagem: (21) 96965-4710

COMPARTILHE

plugins premium WordPress
Iniciar Conversa
Oi, posso ajudar?
Olá! Obrigado por ouvir a Rádio Graça e Paz, qualquer coisa é só chamar!
Iniciar Conversa
Oi, posso ajudar?
Olá! Obrigado por ouvir a Rádio Graça e Paz, qualquer coisa é só chamar!