Rússia admite que suas tropas estão em situação ‘tensa’ na Ucrânia: ‘Inimigo não desiste’

Escrito por   em 19/10/2022

Ukrainian servicemen walk next to destroyed Russian tanks and armored personnel carriers (APC) in Dmytrivka village, west of Kyiv, on April 2, 2022 as Ukraine says Russian forces are making a “rapid retreat” from northern areas around Kyiv and the city of Chernigiv. (Photo by Genya SAVILOV / AFP)

Rússia admitiu pela primeira vez que suas tropas enfrentam uma situação tensa na Ucrânia devido à contraofensiva das forças ucranianas que ocasionou reveses para suas tropas no leste e no sul do país. “A situação na zona da operação militar especial pode ser descrita como tensa. O inimigo não desiste de suas tentativas de atacar as posições das forças russas”, declarou o general Serguei Surovikin, há dez dias no posto de comandante das operações na Ucrânia, à televisão pública Rossia 24. Ele foi escolhido por Putin após vários fiascos que levaram o Exército russo a se retirar de parte da área que ocupava no sul da Ucrânia desde o final de agosto. Desde o começo de setembro, as tropas de Volodymyr Zelensky tem conseguido vitórias na guerra e já recuperou aproximadamente 2.500 km de território e e se aproximaram de Kherson, a principal cidade da região homônimo, e que foi anexada por Vladimir Putin do dia 30 de setembro. “A situação é complicada. O inimigo está lançando intencionalmente ataques a infraestruturas e edifícios residenciais em Kherson”, disse Surovikin à imprensa russa, acrescentando que o Exército ucraniano está preparando ataques maciços à capital regional, ameaçando destruir a infraestrutura industrial e causar pesadas baixas entre sua população.

Deixe seu comentário:

faixa atual

Título

Artista

pt_BRPortuguese
Iniciar Conversa
Oi, posso ajudar?
Olá! Obrigado por ouvir a Rádio Graça e Paz, qualquer coisa é só chamar!