Sete pessoas morrem depois de forte temporal que alaga vias e afeta metrô e ônibus

Escrito por   em 14/01/2024

Rio de Janeiro – As fortes chuvas que atingem a cidade e o estado do Rio de Janeiro desde a madrugada deste domingo causaram sérios transtornos, com sete mortes confirmadas pelo Corpo de Bombeiros até o momento. A Zona Norte da capital e a Baixada Fluminense foram particularmente afetadas, com vítimas não identificadas e uma pessoa desaparecida em Belford Roxo.

A Avenida Brasil, que foi completamente interditada durante a madrugada, já foi totalmente liberada, embora tenha sido necessário fechar a pista central, no sentido centro, para permitir o escoamento da água. O subsolo do Hospital Ronaldo Gazolla, em Acari, também ficou alagado, resultando no fechamento de clínicas, consultórios e estacionamentos. O metrô opera parcialmente na Linha 2 devido ao transbordamento do Rio Acari.

Em Ricardo de Albuquerque, cães farejadores foram utilizados nas buscas por um homem encontrado morto, vítima de um deslizamento de terra na Rua Moraes Pinheiro. Em Acari, uma senhora foi encontrada morta dentro de casa na Rua Matura, provavelmente vítima de afogamento. Na Baixada Fluminense, uma mulher foi encontrada sem vida na Rua General Rondon, em Nova Iguaçu, vítima de afogamento, enquanto em São João de Meriti, um homem faleceu ao ser atingido por uma descarga elétrica.

Segue a lista atualizada dos mortos nas chuvas:

  1. Mulher – Rua Matura, Acari (vítima de afogamento)
  2. Homem – Rua Moraes Pinheiro, Ricardo de Albuquerque (vítima de soterramento)
  3. Mulher – Rua General Rondon, Nova Iguaçu (vítima de afogamento)
  4. Homem – Rua Neuza, São João de Meriti (vítima de uma descarga elétrica)
  5. Homem – Rua Pinto Duarte, São João de Meriti (vítima de afogamento)
  6. Homem – Passarela da Bernardino de Melo, Comendador Soares (vítima de afogamento)
  7. Homem – Rua Parecis, Belford Roxo (causa da morte ainda não informada)

Em Rocha Miranda, na Zona Norte, o pátio do 9º BPM ficou inundado. O Centro de Operações da prefeitura informou que a cidade está no estágio 4 (quarto nível numa escala de 5) desde as 02h45 devido aos altos índices pluviométricos acumulados em 24 horas. Diversas ocorrências estão em andamento, impactando a rotina da cidade, principalmente na Zona Norte. O secretário de Saúde do Rio, Daniel Soranz, esteve no Hospital Ronaldo Gazolla para acompanhar os esforços de rescaldo após o temporal.

Deixe seu comentário:

faixa atual

Título

Artista

pt_BRPortuguese
Iniciar Conversa
Oi, posso ajudar?
Olá! Obrigado por ouvir a Rádio Graça e Paz, qualquer coisa é só chamar!